Há poucos dias o SBT (um Canal de TV do Brasil) começou a mostrar uma nova versão da novela mexicana Carrossel, que foi um sucesso quando eu era criança e teve como um de seu principal atrativo a paixão de um menino negro pouco para uma garota branca pequena e seu desprezo por causa de sua situação social e sua raça. 

Na história original Cirilo sofrer com todos os tipos de humilhação, enquanto ele tenta desesperadamente obter atenção Maria Joaquina e ela responder de forma agressiva, incluindo a violência fazendo o menino sofrer bullying. 

Eu fiquei muito triste quando li um artigo onde o autor (que é casada com o dono do canal de TV) da nova versão da novela, disse que iria manter todos a racismo cenas, porque ela gostaria de ser fiel à versão original e porque ela acreditava que ele iria ajudar a mostrar um problema real no Brasil. 

No mesmo instante, eu me perguntava como mostrar uma humilhação menino negro na TV no horário nobre, sem mostrar qualquer tipo de reação dele pode ajudar a combater o racismo? Fiquei triste quando vi que meu sobrinho e sobrinha estavam assistindo a novela, mas porque eu não podia fazer nada para fazer meus protestos sobre este audível, eu comecei a me perguntar sobre o assunto. 

Pensei na hora em que eu assistir a primeira versão da novela e como eu sofri com a injustiça cometida pela menina e com o sofrimento de Cirilo. Pensei quão felizes nós sentimos quando Cirilo ganhou um carro motorizado, negro como ele, em uma loteria e teve uma corrida com um rapaz considerado bonito na história, que era rico e tinha um carro motorizado branca como ele. (Na história de Maria Joaquina era apaixonada pelo menino branco e insistiu em mostrar para Cirilo como ela eo outro menino foram iguais e superiores às Cirilo). Era como se estivéssemos tinha ganho com ele. 



Eu pensei sobre todos os meninos que receberam o apelido de Cirilo em suas escolas durante esse tempo. E eu comecei a me perguntar se não ajudar a desenvolver sobre os meninos da minha geração (hoje em dia os homens que tem 30 anos aproximadamente), Síndrome de Cirilo ". 

O que eu chamo aqui "Síndrome Cirilo", é a necessidade que alguns homens têm de aceitar ser tratados de forma inferior quando este tipo de tratamento vem de uma mulher branca. 

Eu nunca vou julgar relações pessoais, porque eu não controlo o coração das pessoas, mas tenho visto muitos homens negros sendo humilhados e aceitar esta humilhação demitiu apenas porque querem ter uma mulher branca em seus lados. 

Eu pergunto a mim mesmo se o comportamento mostrou nesta "inocente" novela, não poderia ajudar a criar a mente resignada de muitos homens negros, que aceitam ser chamado de macaco por suas namoradas como se fosse um apelido bonito. 
Eu me pergunto se em nossa sociedade onde o mito da democracia racial continua fazendo a sua lavagem cerebral bem sucedido, onde o problema principal é preto ele / ela própria identidade mau formada, ou a falta de identidade, não seria um desserviço para criar uma nova geração das vítimas desta síndrome que só pode criar uma baixa auto-estima. 

Infelizmente eu não tenho respostas agora, apenas perguntas, mas eu realmente adoraria se o movimento negro poderia começar a protestar para pedir essa senhora que está adaptando a novela para a realidade brasileira, para criar um efeito que teria qualquer tipo de reflexão e iria mostrar o horror do racismo em nossa sociedade. 

Exibições: 3224

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Concurseiro da Silva em 17 setembro 2016 às 13:12

Minha opinião é a seguinte: Como criança, estas cenas me irritavam, pois eu pensava: que anta este Cirilo, tem tanta menina legal, e ele vai atrás logo desta. E não toma vergonha na cara de ser tratado mal direto, uma vez tudo bem, mas 100 é demais.

Hoje, como adulto, acho importante SIM que se mostre como o preconceito ocorre, até mesmo entre crianças. Porém acho que nesta novela, exageraram nisso, eram tantas cenas, que embrulhavam o estômago, lembro que eu mudava de canal e ia assistir outras coisas quando aparecia Cirilo e M. Joaquina.( meu personagem preferido era um que tinha um cachorro, não lembro mais o nome agora, a história dele era legal) 1 ou 2 cenas, acho importante, educativo... 100 cenas, demais.

Sobre a reação da criança, com certeza concordo que deveria ser outra, TEM quer ser outra. Fui educado desde pequeno a fazer como a minha vó dizia " faça festa pra quem faz festa pra você", ou na linguaguem da molecada de hj " dar moral pra quem te dá moral". Tudo bem que rolava também um preconceito ali, mas se não fosse um questão de cor? se fosse simplesmente uma menina não interessada em um cara, seria certo ainda assim ele ficar se rastejando? Obviamente tem algo de desequilíbrio no comportamento da menina, mas com certeza tem algo de errado no moleque também, agir assim também é desequilíbrio. Tem bilhões de pessoas no mundo, não é saudável nem normal alguém ficar eternamente perseguindo alguém que não dá bola. Ou seja, além desta questão do preconceito, havia este comportamento patológico de ficar eternamente investindo em quem claramente não demonstra interesse.

Comentário de SilasViana Sidério em 16 junho 2012 às 1:38

Então...... eu disse que, 1-) como é que ele vai comentar um assunto, pelo qual ele nunca passou e nem vai, por questões óbvias. 2-) a questão das relações interraciais no Brasil, é muito delicada, ainda em 2012.Situações constrangedoras, ridículas acontecem à todo instante.Digo isso porque fui casado com uma mulher branca por 10 anos,aconteceu cada coisa...socialmente falando.A não ser, que o cara seja o Neymar, o cara lá do Exaltasamba, é a real....E os demais,que são a maioría? COTAS? = esmola, só de oportunidade de emprego , perco umas 4 por mês, a última foi interessante, o gestor me questionou sobre uns títulos, que ele gostaría de ter, eu tenho 8 em dois anos de esforço .O cara top da área na América Latina, tem 12, em 20 anos de carreira.Eu conheço dois caras negros, além de mim na mesma profissão,mais experientes,GRAÇAS À DEUS.Antes éra falta de qualificação, hoje é um tal de PERFIL, n sei o q  é isso?Do meu gestor atual ando ouvindo que sou um "profissional caro"´por ter resolvído uma questão que ele não conseguiu, e Nós,EU resolví... & goes by.....!!!

Comentário de Paula Santos em 16 junho 2012 às 0:31

Sinceramente, não entendi o que tem a ver o comentário do meu colega de trabalho, branco, com o fato dele ser ou não casado com uma negra. Só para esclarecer, esse meu colega não é casado, mas namora uma negra. Isso não o impede de comentar ou questionar a postura passiva e muitas vezes humilhante do referido personagem porque, infelizmente, ela se perpetua através das ações de muitos negros. Então, ao invés de ficar na defensiva, o ideal é mudar o comportamento. Somente palavras não costumam mudar muita coisa, mas quando vêm acompanhadas de atitudes, aí sim.

Comentário de fagner filgueira em 15 junho 2012 às 16:12

to besta com a radicalidade de alguns menbros da comunidade!! Desde quando uma negra nao pode pintar os cabelos de loiro, ou alisa-los?????? por desrespeitar a propria identidade??!?!?!?!?!!? SER NEGRO É UM ESTADO DE CONSCIENCIA e não de aparência!!! Ser negro esta na pele, não importa se vc alisa os cabelos ou pinta de loiro!!!! O errado não é o negro se interessar pelo branco ou o branco se interessar pelo negro, isso é pessoal!!!! TEMOS É QUE NOS FAZER RESPEITAR, NOS DAR O VALOR COMO CIDADÃOS, COMO FAMÍLIA!! Por que na hora do racismo, nao importa se vc tem cabelo laranja, blackpower, rastafari ou liso espaguetti!! Não importa se vc pinta o rosto como a gisele bunchen, ou naomi, nao importa se vc se veste como 50cents ou como bill clinton!! o importante é que vc se olhe no espelho e se veja, se reconheça negro e tenha orgulho disso!!!! o resto é viver inserido na sociedade que a gente diz que sonha mas ajuda os racistas a nao alcançar por tropeçar nas porprias pernas.

Comentário de SilasViana Sidério em 14 junho 2012 às 12:34

 "mas tenho um colega de trabalho, branco, que sempre critica a postura passiva do Cirilo"   essa foi boa......ele é o que menos tem q dar opnião,  ele nunca passou por isso .........ele é casado com uma negra??????? pergunta pra mãe dele se ela gostaría de ter uma nora negra...!?

Comentário de SilasViana Sidério em 14 junho 2012 às 11:45

É triste , mas ainda é assim... tenho essa síndrome até hoje, e quando o assunto é emprego no Brasil? Quando lêem o curriculum te chamam olham na sua cara com cara de quem tava esperando outro tipo de pessoa.Se você tem um carro legal você é o traficante da área, e por aí vai.....

Comentário de Lekah Eustoliversou em 14 junho 2012 às 11:14

O problema vái mais a fundo que uma trama de novela. Todos sabemos que o lance é histórico e qu foi bem articulado para nos deixar com as cicatrizes racistas até hoje.

Muitos são negros e não se assumem como tal, por que alguém diz e tenta convencer-nos de que ser pobre, morar em favela, falar gíria e não ser branco do cabelo liso, é ruim.
Uma movimentação contra essa burra ideologia já existe. E cabe mesmo tanto ao público "ofendido", quanto a socidade dita "evoluída" desmitificar toda essa babozeira que incurtiram sobre a negritude. Agora me diz: qu negro que assume gostar de branca por que é branca, quando qustionado sobre o pq de não querer uma negra? 

Sou da cultura Hip Hop e já estive bm mais ativa que hoje, entrtanto, um dos caras do qual eu achava muito "foda" em questão de dar o papo rto para os irmãos, me apareceu cos amaços com uma branca, sendo le casado, pai , e autor de letras cujo intuito era: RESPEITAR PAI E MÃE, ADORAR A A SUA PRETA ETC ETC..  Por aí s vê que não é só o instinto masculino que fala, pois na hora d ganhar cash com a ideologia de defesa ao orgulho negro, os caras mandam muito bem.

Comentário de Paula Santos em 13 junho 2012 às 19:18

Boa noite!!!

Achei muito pertinente as colocações feitas nesse texto e concordo, sim, que muitos homens negros sofrem dessa infeliz síndrome. Pior, eles tem um grande problema em se auto-afirmarem e acham que ter ao lado uma mulher branca é sinônimo de status social. Não assisti a primeira versão e tampouco vejo a atual, mas tenho um colega de trabalho, branco, que sempre critica a postura passiva do Cirilo. Se alguém se porta assim, é preciso mudar. Acho que a atitude é sempre o melhor exemplo.

Comentário de Pedro Roberto dos Santos em 13 junho 2012 às 18:08

Não vejo a novela, mas no domingo passado vi em um programa do canal que transmite a novela. O apresentador rodou acho que um capítulo de uma festa de aniversaário da menina Joaquina, quendo eu vi aquelas cenas dantescas de desprezo , humilhação e racismo da menina brança para com o menino Cirilo, as situaçãos colocadas pelas outras crianças para com ele fiquei indiginado com as cenas. Pena que ainda tem tanta gente que assiste, inclusive mães e pais negros juntamente com as suas crianças e com certeza acha engraçado, infelizmente.

Comentário de Lane de Jesus de Oliveira em 13 junho 2012 às 14:18

Mesmo depois de tantos anos, a novela carrossel ainda manter a imagem de que o negro, ao ser humilhado deve aceitar tudo de forma pacifica, sem esforçar nenhum tipo de reação.

 

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2021   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço