Terreiros marcham contra a intolerância em Salvador

 


 

 

Vamos assumir nossa religião: sou de Candomblé. E você?

 

 

Nesta terça-feira, dia 15 de novembro, a partir das 14 horas, os terreiros das religiões de matriz africana do Engenho Velho da Federação, em Salvador, realizam a VII Caminhada contra a violência,a  intolerância religiosa e pela paz. O ponto de encontro será no final de linha do bairro, na Praça Mãe Runhó. Com o tema "Sou de Candomblé. E você?", a atividade defende o respeito à liberdade de crença que está prevista na Constituição Federal.  

Um dos bairros de Salvador onde a identidade negra é uma das suas principais características, o Engenho Velho da Federação reúne terreiros de variadas vertentes das religiões afro como candomblé, umbanda e culto aos caboclos. A primeira caminhada aconteceu em 2004 como repúdio aos ataques que esses templos vinham sofrendo de representantes de confissões evangélicas.

Além de líderes das religiões afro-brasileiras, a caminhada reúne diferentes organizações da sociedade civil que atuam no combate às desigualdades sociais e simpatizantes da causa.


Serviço: 

O quê:  VII Caminhada contra a violência,a  intolerância religiosa e pela paz

Quando: 15 de Novembro de 2011 (terça-feira) às 14 horas

Onde: Saída da Praça Mãe Ruinhó (Final de linha do Engenho Velho da Federal)

 

O artigo 18 da Declaração Universal dos Direitos Humanos  assegura juridicamente a liberdade do manifesto a religião, inclusive por meio dos ritos, entretanto, cotidianamente esse direito é violado.

Quem de nós não conhece alguém que é de candomblé, e por coação , medo , vergonha não assume  a religião diante de um publico que não seja seus pares?... 

A postura de negação ao candomblé esta intrinsecamente  atrelada a negação da liberdade de crença e à do culto, fato comumente encontrado no mercado de trabalho , na escola, ou  em outros espaços sociais que a maioria seja de outra religião.

Lance um olhar critico frente à Intolerância Religiosa interseccionando com o racismo, você p
oderá constatar que aqui no Brasil, em especifico Salvador, a atitude da não aceitação ao candomblé é fruto do racismo que  afim de inferiorizar a espiritualidade de matriz africana  atrela-a à  ações demoníacas .

A Intolerância religiosa  mascara resultados de pesquisas estatísticas, a exemplo de dados atuais que apontam o Sul com um índice maior de pessoas com religião de matriz africana que a Bahia. Esses dados não traduz nossa realidade, portanto a VII Caminhada Contra Violência , a Intolerância Religiosa e pela Paz, traz o tema  : Vamos assumir nossa religião: Sou de Candomblé , e você?  

Uma campanha para que a pessoa assuma a  religião que possui e respeite a do outro. O mundo clama pela PAZ. A intolerância é um instrumento de violação da Paz. 

 


Exibições: 705

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Roberto Rodrigues em 15 novembro 2011 às 15:13

Viva o povo de Candomblé que tudo corra dentro do planejado com alegria, paz e felicidade.

Comentário de anita de jesus costa em 15 novembro 2011 às 14:00

Tua Sakidila..

Comentário de Jandira Catarina Duque Pinto Fon em 14 novembro 2011 às 15:56

 Estarei lá. Precisamos dar um basta a intolerância, cadê a democracia instituída nesse país? Chega de exclusão.

Comentário de Rosivalda Barreto em 14 novembro 2011 às 15:42

No ano 2011, há exatamente 123 anos de abolida a escravidão, no país onde não existe racismo, o BRASIL, vemos crescer cotidianamente a perseguição da religião de matriz africana e aos seus adeptos. Quando será que esse meu país vai assumir a sua negritude, afrodescendência e herança africana? Todos devemos nos indignar com essa postura racista. 

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço