Torcedor joga banana em campo e Roberto Carlos abandona jogo

O lateral esquerdo Roberto Carlos sofreu novamente um ato racista no campeonato russo, nesta quarta-feira.

 

Nos minutos finais da vitória da sua equipe, o Anzhi, sobre o Krylia Sovetov, em Samara, por 3 a 0, um torcedor atirou uma banana em campo, perto do ex-jogador da seleção brasileira.

 

Imediatamente, Roberto Carlos deixou o campo do Estádio Metallurg, mesmo com o Anzhi já tendo feito as três substituições permitidas à equipe.

 

"Estou indignado com o comportamento do torcedor que ofendeu não apenas a mim, mas a todos os jogadores presentes. E não apenas os jogadores, mas todo o futebol russo", disse Roberto Carlos ao "Sport-Express", em entrevista reproduzida pelo site "Sports.ru".

 

No mesmo campeonato russo, na segunda rodada, na derrota para o Zenit, um torcedor também teve atitude semelhante, ao oferecer uma banana a Roberto Carlos enquanto era feita a cerimônia de abertura do jogo, próxima à arquibancada.

 

O time de Roberto Carlos, quarto colocado na competição, também conta com o atacante Diego Tardelli e o zagueiro João Carlos.

 

"Vencemos, mas infelizmente tivemos esse problema com o Roberto Carlos no fim da partida. Jogaram uma banana nele e ele deixou o gramado bastante chateado com isso. Na Rússia isso está virando rotina, as autoridades têm que tomar atitudes mais severas com relação a esse racismo", disse o zagueiro brasileiro.

 

"Essa coisas nos causam indignação, e não podemos ser indiferentes a elas", afirmou o técnico do Anzhi, Gadzhi Gadzhiev.

 

A Rússia foi escolhida, no ano passado, como sede da Copa do Mundo de 2018.

 

"Roberto Carlos é um dos mais importantes nomes que já chegaram à Rússia para elevar o nível do campeonato e do interesse do público. Ele foi ofendido de uma forma absolutamente descarada. A punição será a mais severa possível", disse Sergey Fursenko, presidente da associação russa de futebol, de acordo com a "Sovetsky Sport".

 

Fonte> http://www1.folha.uol.com.br/esporte/933601-torcedor-joga-banana-em....

Exibições: 224

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Bobo Tafari em 29 junho 2011 às 22:12
Não sabia que Roberto Carlos é Negro!!!
Comentário de Walter Rui Pinheiro em 29 junho 2011 às 17:26

Bravo nobre Sérgio Guedes, não tenho conhecimento político algum para desencadear uma discussão sobre o projeto que você considera demagógico. Mas, confesso que não tinha lido por essa ótica de que, essas expressões nunca se refere a nós Negro pelo viés pejorativo, e sim tratando-se de objetos. Não pensei ainda desta forma porque os meus ouvidos sentem antes de tudo um repulsar de palavra empregada na fala de quem fala e como fala. Portanto, espero que possamos compreender assim como você externou, mas, ainda sinto uma dificuldade enorme, quando penso no exercício que já se realizou para que evitemos a utilização dessas expressões em nossos diálogos, bate papos, debates, discursos etc.

Desejo mesmo é vê, se podemos construir algo que possa chamar ao engajamento dos nossos Negros que ascenderam e não se expressão sobre as questões do sistema racista, e nem de outros tantos problemas criados contra nós, mesmo tendo-os os canais da mídia a disposição de muitos deles. Com certeza se isso já fosse uma praxe, RC não teria dúvida a respeito da postura que deveria tomar, e não a de sai do seu lugar de desempenho profissional, por conta das ações racistas que sofreu. Alerta Irm@s Negr@s, somos descendentes de africanos, isso é real.

Comentário de Luis Carlos em 29 junho 2011 às 9:15
POR ESSAS E OUTRAS QUE EU GOSTO DE SER BRASILEIRO MESMO COM TODOS NOSSOS POBLEMAS, SOU BRASILEIRO BAHIANO E SOTEROPOLITANO OH POVO BONITO BJS E ABRAÇO A TODOS.
Comentário de Sergio Guedes em 28 junho 2011 às 15:16
Discordo totalmente dessas iniciativas que visam proibir certas palavras como "denegrir". Este "negro" que se vê e se ouve nesta palavra, e em muitas outras, é o negro cor, o negro escuridão, o negro treva e não a cor da pele. Quando escuto ou digo - ter "medo do escuro" não estou me referindo a nenhum afro-descendente e sim ao medo da noite, da escuridão, etc. Essa cartilha lançada há algums tempo e retirada de pauta considero iniciativa demagógica. Cadê que o ex-presidente fez passar  o Estatuto quando podia?
Comentário de Walter Rui Pinheiro em 28 junho 2011 às 12:34
Quero aproveitar o assunto e tentar lembrar aos irm@s, concordando com a observação feita por Ary Gil e Vanice da Mata, e perguntar: para onde foi as articulações iniciadas, se não estou enganado no primeiro mandato do Ex-Presidente Lula, sobre banir do linguajar popular brasileiro, todas as palavras que tivessem sido inventadas com essa disposição, de referir-se ao povo negro de forma ou maneira degenerativa. Espero que possamos retomarmos essa ação e começarmos a denunciar e incriminar pessoas e meios de comunicação que ainda agem se nenhuma preocupação ou cuidado, com relação a essas expressões. Alerto para os nossos que atual na área da comunicação.
Comentário de Vanice da Mata em 28 junho 2011 às 4:23
Já chega o A Tarde, né Arygil Cerqueira, que através da repórter Patrícia França, no último domingo, escreveu ter reproduzido a fala do sociólogo Joviniano Neto quando este teria se referido à ditadura militar como "período negro" da história nacional.  Interrograções para o sociólogo, mas uma exclamação para a 'colega' repórter. Até tu, brutus???? ( só rindo para não chorar, pois o caso é muuuuuuuuuuuito sério!)
Comentário de Arygil Cerqueira em 27 junho 2011 às 15:34

PORRA SERÁ QUE ESSA GALERA QUE FAZ ALGUNS COMENTÁRIOS EQUIVOCADOS NÃO SABEM QUE A PALAVRA DENEGRIR É RACISTA .OU MELHOR DENEGRIR SIGNIFICA TORNAR SE NEGRO 

Comentário de Sergio Guedes em 26 junho 2011 às 7:48

Gratí

ssimo ao Sr Walter R. Pinheiro por compartilhar conosco reflexões de tal valor e pertinência.

Comentário de Walter Rui Pinheiro em 26 junho 2011 às 0:13

Eu espero que a minha visão com relação a este tipo de atitude, não seja mal interpretada por homens e mulheres Negras e Negros deste nosso País, que acredita ou pensa que, esse tipo de comportamento dos racistas só acontece com os outros Negros e não com Nós Negros e Negras Brasileiras. Acredito ter muito para expressar sobre esta questão, lamentável é não poder ou não ter oportunidade de conversar ou dialogar com pessoas Negras como  os nossos jogadores de futebol, que por incrível que pareça, passam por essas experiências, e discorrem sobre o assunto, da maneira que o zagueiro João Carlos fez; "Vencemos, mas infelizmente tivemos esse problema com o Roberto Carlos no fim da partida.". Meu caro, a questão não é que tivemos esse problema com o Roberto Carlos, esse problema é com todos Nós Negros e Negras brasileiros, não esperemos que o ato do Racismo bata a sua porta de casa, enfrente-o eles entra na sua casa por diversas vias, fique atento, alerta, é preciso termos consciência e atitude, se não, ficaremos sempre a margem das realizações como coadjuvante, quando na realidade somos os grandes astros desta dramaturgia que é a nossa Vida. Nós os Negros e Negras deste País, precisamos ter coragem para lutar contra todo este tipo de ação racista e agir com o jeito de raciocinar dos nossos antepassados e dos nos ancestrais. Se você pensa que vai deixar de ser Negro porque simplesmente passou a ganhar dinheiro diferenciadamente com relação a maiorias dos outros Negros, se enganou meu Irmão, poderemos ser PHD em várias vertentes do conhecimento, o fato de sermos Negros nunca vai ser visto como pessoas capacitadas e normais, pelos racistas e seus sistemas políticos segregacionista. Se você não se Tocar, só tenho a lamentar. É difícil, vermos Negros como: Milton Nascimento, Djavan, Emílio Santiago, Luiz Melodia, Agnaldo Timóteo, Ângela Maria, Martinho da Villa, Pelé, Gilberto Gil, o atual Ministro dos Esportes Orlando Silva, e tantos outros, não se juntarem aos políticos como Paulo Paim e Luiz Alberto, para denunciarem e debaterem sobre a prática do racismo social e institucional e a favor das ações de reparações e do estaturo da igualdade racial, fico pensando que esse sem número de Negros e Negras bem sucedidos financeiramente, pensam que serão olhados como não Negros neste País, não importa o lugar que você esteja podendo residir, a realidade das periferias brasileira é o centro da nossa origem de descendentes de africanos, que depois de laborar muito e promover riquezas de todas as fontes deste País, nada de útil pode desfrutar em respeito a toda essa luta e desempenho para o desenvolvimento econômico deste Brasil.

Se ligue Negros e Negras, falem, denunciem, protestem, lutem para um Brasil igualitário e prospero para todos, e não tranque-se na sua redoma acreditando que os atos de racismo não vai lhe alcançar por  que você passou a ter um ganho financeiro diferenciado da maioria dos seus irmão Negros    

Comentário de Vanice da Mata em 24 junho 2011 às 6:06
Caro Ubiraci, bacana a reflexão que você traz. Apesar de ser fruto da cultura,e não da natureza, a ideia de nação é algo forte que determina em boa parte o nosso mundo enquanto indivíduo. E, deste modo, os atos que perpetramos e pelos quais não somos punidos são porque leis e, sobretudo, valores vigentes naquela sociedade dão sustentação a eles, para além do grupo social ao qual pertença o indivíduo. Deste modo vou discordar de você: racismo é crime (ainda não conheço o marco de racismo como crime em conferências mundias, mas quem souber e quiser compartilhar todas e todos aqui agradecemos, desde já) e sobretudo porque dentro de um espaço público aquele ato foi reiterado por todos os indivíduos que não denunciaram o agente da violência manifestada em pleno estádio. Ainda que saiba que não seja simples assim, se fosse Presidenta do Brasil cortaria relações com países que não encarassem o racismo como crime - sobretudo o perpetrado contra os nossos Pretos de Ouro, da bola ou de qualquer outro Ofício. Nosso dinheiro, enquanto Força, só deveria alimentar quem nos fortalece, não quem quer nos matar antes da nossa Hora de prestação de contas com o "Divino". Um abraço cordial.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço