VII Festival de Arte, Cultura e Ciência do Instituto Steve Biko agita a juventude negra







Há 18 anos, o Instituto Cultural Steve Biko tem promovido a auto-estima da juventude negra, através da formaçãovoltada para a promoção da cidadania, o resgate da sua ancestralidade e propiciando o acesso de mais de mil jovens negros às universidades públicas e privadas. Com o intuito de estimular ainda mais a mobilização e a persistência de seus alunos, o Instituto promoverá, nos dias 30 e 31 de julho, a VII edição do Festival de Arte, Cultura e Ciência, com o tema: dezoito anos de Cidadania e Consciência Negra.


No dia 30, às 18h, no auditório da Biblioteca Pública do Estado da Bahia, acontecerá o Seminário "18 anos de
Cidadania e Consciência Negra: Transgredindo Espaços; Transformando Realidades", com os palestrantes: a coordenadora do CEAFRO/UFBa Ceres Santos; professora da Universidade de Brown (EUA) Geri Augusto, a educadora e ativista do movimento negro Edenice Santana e os Talentos Bikud@s, estudantes atuais da Biko que apresentarão diversas expressões artísticas. Já no dia 31, a partir das 16h, na Praça Tereza Batista (Pelourinho), é a vez dos shows gratuitos de Juliana Ribeiro, Talentos Bikudos, Lazzo, Os Negões, Dj Sankofa, RBF, Afro Jhow, Didá, Aloísio Menezes e Aro 7.




O Festival, em sua 7ª edição, reunirá estudantes, professores, ativistas sociais, artistas, pesquisadores e
demais interessados, que irão contribuir com mais uma ação efetiva da Biko (como é chamada pelos alunos). Segundo o gestor administrativo George Oliveira, o objetivo do evento é discutir o ambiente cultural, artístico e cientifico da
sociedade brasileira, “para isso utilizamos das diversas ferramentas lúdicas, como o teatro, música, artes plásticas, literatura, dança, para realizar esse intercâmbio entre os jovens, antes do vestibular”, ressaltou.


Ao longo dos seus 18 anos, a ação do instituto se expandiu para além do programa do Pré-Vestibular, através
do desenvolvimento de diversas iniciativas educacionais, como o Projeto Oguntec - Fomento a Ciência e Tecnologia; Pompa - Projeto Mentes e Portas Abertas (Formação de jovens lideranças); Anti-Racismo e Direitos Humanos e a preparação para o primeiro emprego no Consórcio Social da Juventude.


O Instituto Cultural Steve Biko surgiu por iniciativa de estudantes e professores, com o objetivo de fortalecer a luta contra o racismo, adotando a formação em Cidadania e Consciência Negra (CCN), inspiração do movimento de consciência bnegra desenvolvido por Steve Biko na África do Sul, e através de uma ação concreta: colaborar com a entrada de jovens negr@s na Universidade. Uma proposta autônoma e independente.




Mais informações:


Juliana Dias: (71) 8846-3536




Exibições: 104

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de fernando somalia em 21 setembro 2010 às 19:17
muito bom parabéns aos idealizadores deste projeto e os seus colaboradores. en enserir o nosso povo negro nesse universo quer e nossso abraços somslis
Comentário de Valdirena Aragão Rocha em 28 julho 2010 às 13:36
Muito bem. Para mim a única forma da negrada adiquirir a alfhorria é entrando, permanecendo e concluindo suas graduações nas universidades.
Comentário de GLÓRIA TAVARES em 27 julho 2010 às 11:20
Peguei a programação1 Valeu Jú!!!!
Comentário de CECI SILVA em 26 julho 2010 às 23:07
Parabéns pela iniciativa que inspiraram tantos outros cursos, espero que a Instituição passe da adolescência ( 18 anos) para a fase adulta transformado-se em Faculdade, certamente revolucionaremos este país. Mais uma vez parabéns aos idealizadores deste projeto e os seus colaboradores. Axé.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2019   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço