Jovem negro é torturado por policiais na Bahia (vídeo)

Câmeras registram policiais espancando adolescente.
Um adolescente guiava uma moto quando foi abordado por dois policiais, em Feira de Santana. Imagens: TV Rercord

Exibições: 752

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Adelson Silva de Brito em 16 fevereiro 2011 às 16:25

Prezados,

Vamos incluir nas nossas observações a tolerância com respeito a alguns desabafos, as vezes incendiários, as vezes ofensivos.São sinais inequívocos de que mantemos a capacidade de indignação. No entanto, resaltando a sabedoria na ascertiva do Alexandre Lima ao citar Gandhi, e  seguindo a linha defendida pelo Valdo Lumumba,ressalto o meu irrestrito respeito a alguns Nomes rerepsentativos em várias das Associaçoes e Instituições de Luta na Defesa do Negro, reitero que a inercia dessas Entidades se torna clamorosa, em momentos como esses, e coloca em cheque a validade das mais significativas bandeiras da nossa causa. O silêncio dessas entidades, então, aparece como ratificadora do que se poderia classificar como comodato de bastidores, situação com relação a qual, reluto em acreditar que estejam de fato acontecendo. Não posso acreditar que os Nossos Líderes mais Caros e Politicamente Combativos, estejam optando pela omissão, em detrimento dos mais fracos, que deles tanto esperam. Não posso crer que o preenchimento de cargos do "segundo e terceiro escalão do poder constituído" tenham essa força de sedução e cooptação daqeules que escreveram páginas de lutas notórias, as quais inscreveram os seus Nomes em importantes anais.

Insisto no respeito aos Nomes nessas Entidades, mas Pergunto: ONDE ESTÃO OS LÍDERES NEGROS EM HORAS COMO ESSAS?

Comentário de Alexandre Lima em 16 fevereiro 2011 às 13:29

As palavras de Diogenys são tão desrespeitosas quanto a ação dos policiais com o jovem.

Pensemos em formas de solucionar o problema, será melhor que criticar por criticar.

"Olho por olho, e o mundo acabará cego." Mahatma Gandhi

 

Comentário de Valdo Lumumba em 16 fevereiro 2011 às 13:24

Beto,

o "twitter" enquanto instrumento só foi eficaz devido ao alto nível crítico e de politização do povo Egípcio, além de sua determinação, independente das forças de repressão, em derrubar o governo. Não é simples. É um povo com características próprias, como é o nosso, ou de qualquer outro lugar. Não é possível comparar, porque os processos históricos de cada povo são únicos.  AINDA FALTA MUITA ESCOLA, tipo CIEPs, com aplicação plena da lei 11.645/08, e o exercício da educação no país como a mais alta prioridade, depois da saúde e antes da segurança. Aí, provavelmente, conseguiremos ter atitude semelhante ao Povo do  Egito.

Comentário de Valdo Lumumba em 16 fevereiro 2011 às 12:48
CONTINUO CONCLAMANDO  AQUI AS  PESSOAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS, PRINCIPALMENTE INSTITUIÇÕES COMO "PEDRA DO RAIO", "ESCRITÓRIO AGANJU", "DISQUE RACISMO", "ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ADVOGADOS AFRO-DESCENDENTES-ANAAD", "NUCLEO DE COMBATE AO RACISMO - OAB", CONNEN, UNEGRO, MNU e outras que me fogem a memória, inclusive as de Feira de Santana (FRENEFE), para se reunirem em torno de uma ação pública  no MINISTÉRIO PÚBLICO" pedindo uma indenização milionária E FAZER MESMO ACONTECER A FAVOR DESTE RAPAZ. que  SERÁ UM SÍMBOLO. Exigindo também intervenção da sociedade civil no currículo de formação dos PRAÇAS E TODO E QUALQUER EFETIVO programado para ir às ruas. EU TENHO CERTEZA  QUE ESTE SITE ALCANÇA LIDERANÇAS DESSAS ORGANIZAÇÕES. POR FAVOR, GOSTARIA DE VER AQUI ALGUM PRONUNCIAMENTO A RESPEITO.
Comentário de Diogenys Oliveira de Araujo em 15 fevereiro 2011 às 22:04

PORCOS FARDADOS!!!!! ODEIO A POLICIA, POIS SÃO COVARDES... SÓ SÃO hOMENS COM UMA ARMA NA MÃO, SEM ELA SÃO MARICAS TOMÃO CORNO DE SUAS ESPOSAS E TD +++!!!!!

COMO O CARA É NEGRO AINDA PIORA A SITUAÇÃO!!! SABE O Q VAI ACONTECER A ESSES 2 POLICIAIS?

NADA!!!!

ESSE FOI REGISTRADO E OS Q Ñ SÃO? QUEM APANHA É Q SABE!!!

PORCOS FARDADOSSSS

Comentário de Valdo Lumumba em 15 fevereiro 2011 às 14:18

CORROBORO sem tirar nenhuma linha do que reflete  o companheiro Adelson Silva de Brito; mas insisto na minha proposta e reflexão anterior. 

Moro no subúrbio ferroviário, temos aqui assistido coisas de estarrecer, a exemplo de nas blitz armas em punho, "baculejos" humilhantes com requintes de crueldades, até tentativas de se quebrar a coluna cervical, não importa a idade do revistado. Tapas, murros no estômago e ou nas costelas, gas  de pimenta sem motivação aparente, furtos de objetos e dinheiro dos "cidadãos", agreções verbais do tipo "sua puta", a esposas e namoradas dos abordados. Tenho provas. São ações inexplicáveis!!!. Violências gratuitas injustificáveis.

É revoltante. 

 

 

Comentário de Valdo Lumumba em 15 fevereiro 2011 às 13:48

CONCLAMO  AQUI PESSOAS E ORGANIZAÇÕES SOCIAIS, PRINCIPALMENTE INSTITUIÇÕES COMO "PEDRA DO RAIO", "ESCRITÓRIO AGANJU", "DISQUE RACISMO", "ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE ADVOGADOS AFRO-DESCENDENTES-ANAAD", "NUCLEO DE COMBATE AO RACISMO - OAB", CONNEN, UNEGRO, MNU e outras que me fogem a memória, inclusive as de Feira de Santana (FRENEFE), para se reunirem em torno de uma ação pública  no MINISTÉRIO PÚBLICO" pedindo uma indenização milionária E FAZER MESMO ACONTECER A FAVOR DESTE RAPAZ. que  SERÁ UM SÍMBOLO. Exigindo também intervenção da sociedade civil no currículo de formação dos PRAÇAS E TODO E QUALQUER EFETIVO programado para ir às ruas.

NO CAPITALISMO ATÉ MESMO O ESTADO NÃO QUER SOFRER PELO BOLSO. É PROVAVEL QUE UMA AÇÃO ASSIM FAÇA A POLICIA MILITAR SER MAIS RIGOROSA NA FORMAÇÃO DE SEUS PREPOSTOS.LANCE MÃO DE PROGRAMAS COMO O PCRI (PROGRAMA DE COMBATE AO RACISMO INSTITUCIONAL - que a  SEPROMI conhece bem) e também passem a consultar instâncias de dentro da própria polícia como  o NAFRO - PM, que tem experiência em formação humanitária adotando como eixo estruturante a questão racial , que inclusive nesta perspectiva já treinou 100 policiais, só que num universo de 30 mil. 

 

COMENTANDO A PROPOSTA DE BETO: haveremos de tentar alternativas que embora conhecidas, como a que proponho agora, nunca houve esforços suficientemente esgotados para que possamos dizer que não adianta.

Não dá pra abrir guerra contra o Estado neste nível que Beto sugere. Nenhuma das experiências brasileiras vingou (Palmares, Malês,  Canuddos, Coluna prestes), num tempo em que a tecnologia era  bem mais rústica; Não somos uma maioria preparada para isto. Antes, vai-se à rua pedir , NO LIMITE, a SAÍDA DO GOVERNADOR. 

TEMOS ESSA CAPACIDADE?

 

Para concluir, CONHEÇO UMA CENTENA DE PESSOAS, QUE COMO EU, NÃO DÁ IBOPE A BBB11, TAMPOUCO CLAMA NA 4ª FEIRA POR MAIS UM DIA DE CARNAVAL. 

Comentário de Adelson Silva de Brito em 15 fevereiro 2011 às 9:58

O que vemos em curso é efeito da crise de representatividade que o nosso país vive, desde a sua fundação. Os poderes constituídos, em qualquer dos três níveis (municipal, estadual, federal)  estão transformados em verdadeiras associações criminosas, do tipo da camorra italiana, recheadas de representantes obscuros, ativos no labor de elaborações sobre as melhores práticas que garantam o sucesso da dilapidação do erário público, sob o manto da impunidade.Uma sociedade assim, não tem exemplo nem argumento moral para o exercício de um combate ao crime que se possa classificar como efetivo. Estenda daí para um aparato policial modelado sobre a estrutura da manutenção do status quo escravagista, ou seja, a polícia tem como modelo a figura do capitão-do-mato. O indivíduo investido da função policial (especialmente a polícia militar) tem na base da sua estrutura psíquica o mesmo motor que caracteriza a ação do capitão-do-mato: Se sentir socialmente acima do escravo, por dominar as técnicas de como capturar, amarrar e resgatar para o senhor branco o outro negro escravo fugido.  Nas terças da benção as quais tenho ido, fico particularmente impressionado com a ferocidade estampada na face de cada membro da polícia militar, na sua maioria de negros e mulatos ao passar em fila indiana pelo meio da multidão, armados até os dentes. Será que manter a ordem é sinônimo de estar pronto para promover um banho de sangue, em caso de tumulto? Vendo essas cenas, evidencias de uma imutabilidade na estrutura da sociedade que já perdura por 500 anos, é que se deve perguntar: Que democracia é essa? Uma das respostas talvez seja: É aquela que faz da escolha dos seus representantes mais um carnaval.

O jovem e a família dele deram a sorte que outros não deram: Ele saiu vivo.

Comentário de dilma silva em 15 fevereiro 2011 às 9:20
Em pleno século XXI nos deparamos com cenas que só fazem envergonhar nosso país. È inadimissível a forma de abordagem destes "não-policiais". Temos que gritar bem alto para todos que ainda acreditam que são donos do mundo, que não é por ai que a banda toca. Vamos incomodar nossos governantes a tomarem providencias e nos sociedade civil não podemos ficar calados!! VAMOS REAGIR MEU POVO!!!!!!!!!
Comentário de Profª Diana Costa em 14 fevereiro 2011 às 23:59

Que policia é essa???? Que discrimina, que oprime, que tortura...

É ridículo, doloroso e triste assistir imagens desse tipo.

kd o secretário de seguranç p ública????

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Sobre

© 2017   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço