Polêmica: repórter da Band passa dos limites e gera debate sobre violação de direitos humanos na mídia

Acusado de estupro, jovem é chacoteado por repórter da BAND-Bahia. O vídeo chocou vários jornalistas e ativistas sociais e disparou uma mobilização nas redes sociais nessa terça, 22 de maio. Veja o vídeo que já chegou a quase O vídeo, que tinha quase 400 mil visualizações. No twitter confira a hashtag #SensacionalismoForaDoAr

Exibições: 1330

Comentar

Você precisa ser um membro de Correio Nagô para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Stéphano Barbosa em 1 outubro 2018 às 20:33

Por mim, proibia esses programas lixo

Comentário de Orlando Sacramento Valle em 30 maio 2012 às 23:12

omentário de Orlando Sacramento Valleagora mesmo           Excluir comentário

A jornalista(sic!), desprovida de senso humano e profissional, não honra a sua condição de formadora de opinião, quer dizer, se é que esta nesta condição. O fato, é que os programas que despertam a morbidez e falta de escrúpulo do ser humano, só poderia desvalar em fatos grotescos como os que estamos perenptoriamnente assistindo todos os dias na tv, disfarçados sempre de "utilidade pública"  e comercializados. Acredito que nós, que nos consideramos politizados e conscientes da realidade nua e crua da vida que ora percebemos, temos como discussão e ferramenta de combate a esse tipo nojento e acintoso de jornalismo, o boicote imparcial á Band e aos seus patrocinadores. Querer que eles se tornem nos bastões da ética jornalistica e da boa civilidade, é no mínimo grande ingenuidade e que tem nos causado muitos males. Ora bolas, isso não é concessão pública? Que se casse essa zorra! Não devemos passar a mão na cabeça dessa emissora e das outras que fazem o mesmo e até pior. Quando iremos moralizar as relações de poder neste país? Acho que o mínimo que se pode perguntar a essa coisa que entrevistou o "capitão do asfalto" e ao apresentador da carnificina intelectual, é: podem ir entrevistar carlinhos cachoeira e zombar dele na mesma medida? Ah, seria muito interessante ver o a repórter e o voz empostada, lá em Brasília com o microfone em riste na cara do Cachoeira. Aonde? Triste Brasil! 

Comentário de Fabio Teles em 26 maio 2012 às 15:26

Infelizmente, ela utiliza das ferramentas que tem em mão, apenas um reflexo social, o numero de acesso da reflexo a isso! Porém pobre da periferia encontra-se assim por falta de instrução. Escola ajuda, mas estamos precisando mais que isso. Reformas já!

Comentário de tais silas em 25 maio 2012 às 19:57

Independente do q ele seja, ela está humilhando ele,na verdade os jornalistas de hoje só querem explorar a imagem do pobre e da periferia,estou indignada com essa situação.temos q dá um basta nesses tipos de situações.

Comentário de sergio baleiro em 25 maio 2012 às 18:52

Apenas demitir a tal jornalista racista ?! O que a BAND deveria fazer era acabar com o programa, pois é um verdadeiro lixo cultural. A jornalista Mirella Cunha é bizarra! Na tentativa de humilhar o jovem negro marginalizado, ela expôs sua própria miséria intelectual. Hoje em dia a TV vem abrindo mão da criatividade para apostar no escárnio, no fascínio pela desgraça alheia, especialmente dos pobres e despossuídos

Comentário de LEA GOMES em 24 maio 2012 às 18:26

A total ignorância esta mesmo e nesta jornalista de quinta categoria, uma criatura nojenta e desprovida de qualquer postura profissiomal. Deveria se dar ao menos o respeito.  Uma coisa não se pode negar, ela faz de forma perfeita o papel marginal. Qual será mesmo a formação dela?

Comentário de Maria Marise Karaí em 24 maio 2012 às 9:57

Que reportezinha chifrin..... Digna desse tipo de programa, nesta cidadezinha e não dos maiores centros urbanos -  Nunca vai ser de uma rede nacional. 

Coitada !  Será que ela sabe tudo sobre  todas as coisas ? 

NÃO ESQUEÇA QUERIDA,  QUE FOI SUA RAÇA (e família ancestre..)QUE PRODUZIRAM, ATRAVÉS DA EXPLORAÇÃO, ROUBO, ESCRAVIDÃO E INIQUIDADE (será que vc sabe o que é ?) AO LONGO DOS SÉCULOS, PESSOAS COMO ESTE JOVEM.  ISTO É FATO HISTÓRICO.

Comentário de Vanderson em 23 maio 2012 às 22:02

A rede Band tenta se sair mas só aquele seriado sei lá o que, das tribos que colocaram como subliminar para gente branca ter medo de gente preta já se percebe bem, os enredos??  A rede da BISPETI MACEDO também fez para variar, mais uma vez papel de NAZISTAS INQUISIDORES,  pois como tdo mundo tá percebendo suas PILANTRAGENS  como tentam tomar tudo de nossa gente, como o samba, funk, etc. que era td do capeta e agora como o nosso acarajé que virou de "Jesus", e deram cotas para as baianas pretas só 2 e o resto tudo iguais a Jesus plagiado da Africa,  a maioria baianas loiras. E com raivinha que todo mundo ta se ligando colocaram uma jornalista BAIANA, para detonar o acarajé das próprias baianas, dizendo que é sujo,  como a rede bobo já tinha feito que disseram que tinha coco e ai só para td mundo ir só comprar nas lojas "credenciadas dos infernos" e no final a repórter que é BAIANA,  pergunta... para a tal pseudo pesquisadora de "limpeza" que deveria de ser primeiramente de limpeza de suas diarreias mentais, mas a reporter se queimando frente ao seu povo BAIANO, pergunta a tal" Vc comeria acarajé?" E ela responde; "Jamais"! O tal de DÁ pena, com aquela cara de sapo babão em cima de calcinhas de criancinhas, vive espumando com aqueles olhos horrorosos esbugalhados, gritando sobre magia negra, fazendo o que melhor sabe fazer MAGIA BRANCA;  Ou seja com grande CINISMO, distorcendo, mentindo, humilhando, sacaneando e etc. Aliás o Brasil sempre em se tratando de decência e de respeito a nosso direitos dá SHOW´S  de incompetências , atrasos, indecências e estremo NAZISMO!

Mas estou feliz, com as reações de muita gente boa, inclusive gente branca que nos amam ou não racistas, junto com nossa gente vem, escrachando esta GENTE BAIXARIA, NOJENTA E LADRAS, que estão tendo ataques de PELANCAS, por saber que estão perdendo e não terão mais a quem sugar, a coisa tende a mudar, sem falar que a nossa luta em favor de cotas no que é de nossa gente, para que não ultrapassem e nem tomem nossos espaços de trabalhos, mais CAMPANHAS DE BOICOTES FERRONHOS que vai em frente, para estas LESMAS  tomarem vergonha e parar de querer se apropriar como sempre fizeram de tudo que nossa gente cria e ainda "cuspindo na própria comida"!

Comentário de Ailton Benedito de Sousa em 23 maio 2012 às 13:56

O teor das intervenções indica que o povo está desamparado nessa questão. Era hora de uma Fundação Palmares atuante entrar e resolver esta questão por cima, em definitivo e em todo o Brasil, pois isso é comum em vários estados.

Comentário de Ana de Sousa Oliveira Marchioret em 23 maio 2012 às 12:56

Achei um absurdo esta reporte deveria ser processado, o garoto e leigo não tem obrigação de saber qual o nome do exame feito, si fosse um cara branco com certeza ela não zoava tanto, a policial também tem tua parcela de culpa de não deixar pessoa presa a mercê de repórteres sem limites.

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2020   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço