Tambores pelo fim da violencia

Detalhes do evento

Tambores pelo fim da violencia

Horário: 14 fevereiro 2010 às 21:00 a 16 fevereiro 2010 às 19:00
Local: salvador
Rua: barra ondina
Cidade: salvador
Site ou Mapa: http://amulherada.ning.com
Telefone: 7133275167
Tipo de evento: carnaval
Organizado por: monica kalile
Última atividade: 7 Fev, 2010

Exportar para Outlook ou iCal (.ics)

Descrição do evento

TAMBORES PELO FIM DA VIOLÊNCIA

"Não queremos nada demais, só queremos ser iguais".


O Bloco A Mulherada, que já tem uma trajetória de desfile no Carnaval de Salvador/Bahia desde 2002, ocupando lugar de destaque na mídia local, nacional e internacional, em razão de não descuidar-se de sua responsabilidade social, desenvolvendo ações afirmativas através da música, promovendo a inclusão social das mulheres afro descendentes das comunidades de Salvador, fortalece neste carnaval juntamente com a Vara de Violência contra a Mulher (comarca Salvador), Superintendência de Política para as Mulheres Salvador (SPM), Comissão dos Direitos das Mulheres da Câmara de Vereadores, Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer - Fundo FIEMA e Secretaria Municipal de Reparação, a Campanha "Tambores pelo fim da violência" iniciada no ano de 2008 para divulgar que é possível fazer a diferença sensibilizando a sociedade e fortalecendo a implementação da Lei 11.340, conhecida como Lei Maria da Penha que veio para coibir e prevenir a violência contra a Mulher.

A crescente onda de violência contra as mulheres nos deixa em sinal de alerta. É dever da sociedade organizada chamar a atenção das autoridades competentes, através da mídia, sobre os efeitos multiplicadores desse tipo de violência.

Pensando em dar maior visibilidade a este crime invisível, o Bloco A Mulherada terá uma Ala específica da Lei Maria da Penha (11.340/06), composta por Mulheres vitimadas pela violência e demais pessoas que tenham identificação com a causa.


Obs: Quem tiver interesse em adquirir camisas da Ala da Lei Maria da Penha, procurar a Vara de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, apartir de segunda feira (à tarde) até quarta feira.


End: Rua Conselheiro Spínola, 77 - Barris

Tel: (71) 3328-1195 / 3329-5038


Trio Elétrico

Banda: A mulherada e Convidados

Onde: Circuito Barra/Ondina

Quando: Domingo às 21:10h

Terça-feira às 23:30h

Caixa de Recados

Comentar

RSVP para Tambores pelo fim da violencia para adicionar comentários!

Entrar em Correio Nagô

Comentário de Sérgio Cumino em 7 fevereiro 2010 às 13:30
TENHO UM BLOG DE POESIAS http://poesiasergiocumino.blogspot.com/ gostaria de postar la também por conta disso, peço que mande uma imagem de voces pra ilustrar a postagem...visite o blog acredito que vai gostar....bjs...Sérgio Cumino
Comentário de Sérgio Cumino em 7 fevereiro 2010 às 13:28
BOM A MELODIA FICA POR CONTA DE VOCES, DETENTORAS DE TODA UMA MUSICALIDADE...SEJAMOS PARCEIROS DEI O PRIMEIRO PASSO...
Comentário de monica kalile em 7 fevereiro 2010 às 13:20
sergio, fiquei emocionada co seus versos
mas fazer desses versos incentivo a nossa luta por iguadade e pelo fim da violencia contra as mulheres.
e quem sabe vamos musica-los, vc já tem melodia?

muito obrigado por sua sensibilidade
um bjs Monica Klaile
Comentário de Sérgio Cumino em 7 fevereiro 2010 às 13:04
CANTO DO BLOCO MULHERADA
Dizem essas mulheres encantadas
“Não querem nada de mais querem ser iguais”
Já decolaram a um espaço da ação
Impossível! Quer queiram ou não, são mais
São mais que os agentes do espolio
São guerreira,cosmo, feiticeiras
Sem vocês elos ancestrais
nós homens não temos opção
Mal sabemos por onde dar o Fólio
Somos toscos que vagam em suas posseiras
São mães da terra, e dona do cais
Não ha reino sem realeza
Até mesmo os Orixás do Olorum
Ilustres, olímpicos e encantados
Declinaram-se a sabedoria de Oxum
Agora fêmeas sabias mulheradas
Através dos ventos de Oya
E no ritmo de suas mãos divinais
Espalhe a eloqüente batucada
Que ser mulher é ser mais
È ser amor, dor e Ya
Viva , criativa e cheias de graça
Detentora dos mistérios profundos
Herdados pela mãe Iemanjá
Usem mãos sabias na praça
Como um grito da força ancestral
Que não se influencia pelo negativo
Porque é mais doce mulherada
Mostrando ao vil patriarcal
Através da magia da batucada
A graça de um mundo justo e vivo
Dêem um Basta a violência e dores
Sua pele não é para ser surrada
Pela boca de seus TAMBORES
SERA O CANTO DO AMOR MULHERADA!

SÉRGIO CUMINO

Comparecer (1)

Translation:

Publicidade

Baixe o App do Correio Nagô na Apple Store.

Correio Nagô - iN4P Inc.

Rádio ONU

Sobre

© 2022   Criado por ERIC ROBERT.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço