Pipoca Pret@ - Cinema e TV

Comunidade dedicada à discussões sobre filmes e documentários, em especial as produções direcionadas à nossa cultura afro. Participe!!
  • conceição miranda

    Oi,
    Paulo Rogério,

    Precisamos conversar +, pois apresentei 1
    proposta de premiação cuja temática seja de cunho Racialem 1 festival nacional de vídeo. Já falei com André Santana, envolvendo a Midia Étnica.
    Entre em contato por e-mail.
    Um abraço,
    Conceição Miranda
  • Paulo Rogério

    Conceição, temos muito interesse no projeto do cinema. Vamos nos falando..
  • Paulo Rogério

    Filme da semana: Watchaman
    Data: 05/06/2010
    Horario:16:00
    Local: Terreiro de Jesus, Nº 17, Pelourinho , ao lado do Restaurante Odoya

    Uma aventura de mistério complexa e de múltiplos aspectos, Watchmen - O Filme mostra uma América alternativa em 1985, na qual super-heróis caracterizados fazem parte da estrutura diária da sociedade, e o "Relógio do Juízo Final" - que traça o gráfico da tensão entre os EUA e a União Soviética - marca permanentemente cinco minutos para a meia-noite.

    Quando um dos seus antigos colegas é assassinado, o derrotado, mas nem um pouco menos determinado, vigilante mascarado Rorscharch, parte para descobrir o que seria um plano para matar e desacreditar todos os super-heróis do passado e do presente. Quando ele restabelece a conexão com sua antiga legião de combatentes do crime - um confuso grupo de super-heróis aposentados, dos quais apenas um possui poderes verdadeiros - Rorschach percebe que existe uma conspiração abrangente e perturbadora com ligações com o passado que eles dividiram e catastróficas conseqüências para o futuro. Sua missão é proteger a humanidade, mas quem protegerá os vigilantes chamados watchman?
  • Valdnea Machado

    Documentário Winne Mandela
    Quem deseja conhecer mais sobre a bela história de Mandela e de Winnie. O mote da história é a relação de amor e cumplicidade entre os dois e o pano de fundo, claro, o período em que Mandele teve de viver na clandestinidade, por conta de sua militância anti-racismo. Na ocasião, com Mandela ausente, Winnie resistiu à pressão e às repetidas batidas da polícia em sua porta. A produção narra ainda os cinco dias de interrogatório ao qual ela foi submetida, nas mãos do Major Swanepoel.

    Winnie Mandela
    Direção: Michael Samuels
  • Zé Carlos Bastos

    Este filme é maravilhoso,mesmo.Há um outro fime muito interessante:FRENTE A FRENTE COM O INIMIGO,após assistir esse filme,assista ,mais uma vez,Invictus.Parece uma sequência.
  • Clementino Junior

    Caros colegas!
    Sou Clementino Junior, cineasta, professor audiovisual e cineclubista aqui no Rio de Janeiro, e venho acompanhando e recebendo os informes do Correio Nagô há algum tempo, e foi onde descobri o Pipoca Pret@.
    Convido-os a frequentar quando quiserem o blog do meu Cineclube Atlântico Negro, que existe há 2 anos (completa aniversário daqui há 15 dias) e onde exibo filmes da diáspora africana com debates.
    http://atlanticonegro.blogspot.com
    Abs
    Clementino Junior
  • Paulo Rogério

    MAPUCHES - um povo contra o estado

    Jornada Internacional de Cinema da Bahia

    9 a 16 de setembro de 2010

    Salvador – Bahia – Brasil


    http://www.jornadabahia.com/2010/37filmes.html




    MAPUCHES, UM POVO CONTRA O ESTADO (60 min./ 2010)

    Com legendas em português



    Os Mapuches (em mapudungum “gente da terra”) são uma nação da região centro-sul do Chile e sudoeste da Argentina. Desde a conquista, os espanhóis lutaram duramente para subjugá-los, mas não conseguiram. Atualmente, o povo mapuche continua reclamando seus territórios que foram submetidos ao domínio do Chile e da Argentina em finais do século XIX. A principal reivindicação mapuche é a recuperação e auto-gestão de seus territórios ancestrais frente a invasão das transnacionais protegidas pelo Estado, ou seja, a autodeterminação de seus povo, direito amparado pela jurisprudência internacional (Convênio 169 da OIT). Este documentário aborda o conflito do Estado com o povo Mapuche no lado chileno do Walmapu (território mapuche). Vozes de diversas organizações e setores da sociedade chilena denunciam a continuidade das perseguições políticas e crimes do Estado contra o povo mapuche.



    O documentário foi apresentado em julho deste ano na Argentina em sessões de pré-estréia em Buenos Aires e La Plata e levado ao Chile por militantes da causa mapuche.



    CATÁLOGO DE FILMES E LIVROS DE CARLOS PRONZATO: http://www.lamestizaaudiovisual.blogspot.com/
  • Paulo Rogério

  • Paulo Rogério

  • Instituto Mídia Étnica

    Assistir “Pro Dia Nascer Feliz”, de João Jardim, é entender o presente da geração tida como o “futuro do Brasil”. Tomando a escola como referência para esse universo, o documentário traça um perfil revelador da juventude brasileira.

    O filme reúne histórias montadas em ritmo de montanha-russa: algumas cheias de esperança e outras tantas imersas nos graves problemas sociais do país. No meio do sertão nordestino, em que o espaço escolar e os conteúdos das aulas são precários, está um jovem exemplo de persistência e talento. Em uma semana de gravação, a menina só pode ir à escola (em uma cidade vizinha) três vezes, devido ao transporte quase sempre quebrado. Apesar disso, Valéria carrega prodigioso e emocionante talento para a escrita, posto em dúvida por professores quase sempre despreparados e visivelmente desmotivados pelo descaso das autoridades em uma das regiões mais pobres do país.

    Ao descer para os dois grandes centros do país - Rio de Janeiro e São Paulo - a realidade não é menos chocante. O cenário carioca mostra jovens desorientados pelo sistema público de ensino e tentados pelo tráfico, muitas vezes, vizinho às escolas. Os professores, igualmente humilhados, têm poucas forças e meios para resistir. A exceção é apresentada através de música e dança afro, que não compensa as falhas pedagógicas, mas faz toda diferença para um meio estudantil desorientado. Nesse ambiente, desenvolvem-se dramas paralelos como as brigas (bullying), as drogas e a gravidez adolescente.

    Em São Paulo, os problemas são similares e outras questões vêm à tona. O sonho de chegar a uma universidade, apesar de programas como o ProUni, ainda é distante para os alunos do sistema público paulistano. Ainda sob más gestões do governo, as escolas, os professores e os estudantes sofrem com a escassez de recursos. Surge, no entanto, focos de esperança, como o projeto de um fanzine produzido pelos alunos. A publicação levanta debates, como o homossexualismo, e faz a rotina escolar menos dura.

    Ainda na metrópole, aparece o outro extremo. No Colégio Santa Cruz, um dos mais caros da cidade, surgem debates diferentes, mas igualmente relevantes. Para os jovens da classe privilegiada as preocupações mais fortes são a repetência (que existe no sistema particular), escolha de uma profissão e aprovação no vestibular. Os desafios aqui já não são econômicos e sociais, mas são igualmente arrasadores para pessoas tão jovens.

    A questão do bullying toma proporções chocantes, como uma garota que sai da escola por medo das colegas e outra, que mata outra menina a facadas por uma briga banal. O crime não espanta e alimenta essa juventude carente de políticas, não de punição, mas de formação.

    A diversidade de temas, personagens e olhares faz de “Pro Dia Nascer Feliz” um documento sobre a adolescência e educação no Brasil. A juventude marginalizada, alienada ou consciente pode trazer um futuro promissor por histórias como a da poetisa nordestina ou assustador pela assassina juvenil.

    Por Juliana Simon

     


    http://educa-tube.blogspot.com/2010/05/pro-dia-nascer-feliz-documen...

  • Instituto Mídia Étnica

    Dica: o Cine África tem como objetivo divulgar prioritariamente filmes produzidos na África, que tem a circulação reduzida no Brasil, legendados em português.

    http://cine-africa.blogspot.com/
  • Instituto Mídia Étnica

    Conheça alguns destaques do festival É Tudo Verdade

    http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/marcos-petrucelli/MAR...
  • Instituto Mídia Étnica

    Obra sobre movimento negro promete sessões disputadas

    Por: Rafael Balsemão01/04/2011


    Filme de abertura do É Tudo Verdade, "The Black Power Mixtape", de Göhan Hugo Olsson, deve ter as sessões mais concorridas desta edição do festival. Uma delas acontece nesta sexta-feira (1º), às 21h, no cine Livaria Cultura (centro de São Paulo). 
    O documentário sueco é dividido em nove partes --cada uma se refere a um ano do movimento negro dos EUA, entre 1967 e 1975. 
    Entre as personalidades que marcam presença no filme estão Martin Luther King, Stokely Carmichael, Bobby Seale, Eldridge Cleaver e Huey P. Newton. 
    A ativista Angela Davis, além de comentar o longa ao lado dos músicos Erykah Badu e Talib Kweli, aparece em uma entrevista emocionante em 1972, da cadeia. 
    "O filme acaba quando a geração de Barack Obama está se formando. Um fenômeno ilumina o outro. Às vezes, é preciso um olhar estrangeiro para tornar as coisas visíveis", comenta Amir Labaki, diretor do festival. 


    Fonte: Guia Folha

  • Instituto Mídia Étnica

    Por Sueide Kintê

    Filmes p/ baixar e ter no acervo.

    http://www.megaupload.com/?d=JQPFTRH0 Panteras Negras
    http://www.megaupload.com/?d=EI1IAE8W A Negação do Brasil.wmv 
    http://www.megaupload.com/?d=24H7CO3K Abolição_1988_(Zozimo).wmv 
    http://www.megaupload.com/?d=YC2AR34U Panteras Negras .wmv 
    http://www.megaupload.com/?d=VEI8V5UP Chris Rock - legenda 
    http://www.megaupload.com/?d=J8I33J30 Colors (1988) by Carioca.rar 
    http://www.megaupload.com/?d=OY6K2VBB Doc - Quilombo são josé da serra.avi 
    http://www.megaupload.com/?d=3UUHHD7Y Escritores da liberdade (Freedom writers) - Legendado 
    http://www.megaupload.com/?d=7ZE6BIU0 Na Rota dos Orixás 
    http://www.megaupload.com/?d=G52DQO41Por.Toda.Minha.Vida.Tim.Maia.TVRip.Globo-JulioZ.av
    http://www.megaupload.com/?d=RPV9QGQY Quilombo (Caca Diegues).wmv 
    http://www.megaupload.com/?d=JYQ5GWL4 SIMONAL-Ninguem.sabe.o.duro.que.dei.avi 
    http://www.megaupload.com/?d=4GBYDDWE Shaft StirnerVHSRip (legenda pt-br).rmvb 
    http://www.megaupload.com/?d=D21VOINQ Shaft_2000_leg_FARRA.rmvb 
    http://www.megaupload.com/?d=KM0393RX Soul man 1986 (com legenda zipada).rar 
    http://www.megaupload.com/?d=QBPHXP0D Todo Poder para o Povo .wmv 
    http://www.megaupload.com/?d=JQPFTRH0 os panteras negras.avi 
    http://www.megaupload.com/?d=85B4DCAB panteras negras Documentario

  • Paulo Rogério

    Estupro, aborto clandestino, violência doméstica, religiosidade, HIV: For Colored Girls, um filme que retrata a vivência e os embates étnicos e de gênero na sociedade. Confira a análise e faça o download dessa fantástica produção cinematográfica que vai mudar sua maneira de enxergar as mulheres pretas.

     

    Leia todo o artigo no Blogger do CNNC/BA:

     

    http://cnncba.blogspot.com/  

  • Gilberto de Lima Coelho Junior

    Recomendo o filme PANTERAS NEGRAS. Para aqueles que ainda acreditam no poder da revolução.
  • Paulo Rogério

  • Instituto Mídia Étnica

    Cuba, uma Odisseia Africana

    Cuba, une Odyssée Africaine (França, 2007).

    Documentário em Cores. Duração 190’. História.

    Realizado por Jihan El Tahri (diretor de "La Maison des Saoud", "Les Maux de la Faim", "L'Afrique em Morceaux"), "Cuba, uma Odisséia Africana" conta a história da Guerra Fria no seu cenário mais desconhecido: a África.


    Os soviéticos queriam prolongar sua influência a um novo continente, os Estados Unidos aspiravam se apropriar das riquezas naturais da Áfricas, os antigos Impérios sentiam escapar sua potência colonial e as jovens nações defendiam sua independência recentemente adquirida. Contra o capitalismo, o socialismo ou o colonialismo, estes povos que dispõem, pela primeira vez, do seu próprio país constituem uma espécie de terceiro bloco e combatem em nome de um novo ideal: o internacionalismo como arma para assegurar a independência nacional. Todos os jovens revolucionários africanos, como Patrice Lumumba, Almicar Cabral ou Agostinho Neto chamam os guerrilheiros cubanos para lhes ajudarem em sua luta. E a Cuba de Fidel Castro exerce um papel central na nova estratégia ofensiva da nações do terceiro mundo contra o colonialismo dos novos e antigos impérios. Esta guerra dita "fria" e seus conflitos "por procuração", desde a epopéia tragi-cômica de Che Guevara, no Congo, até o triumfo da batalha de Cuito Cuanavale, em Angola, Cuba, uma Odisséia Africana conta a história destes internacionalismos cuja a saga explica o mundo atual: eles ganharam todas as batalhas, terminaram por perder a guerra.

     

    Em Salvador:

    Sala Walter da Silveira - Sala 1 ( 200 lugares)
    18:00



  • Clementino Junior

    Veja o comentário que fiz do filme CUBA, UMA ODISSÉIA AFRICANA no meu blog http://atlanticonegro.blogspot.com/2009/10/cuba-e-africa.html

    Esta documentarista e jornalista egípcia tem um trabalho sério dentro do continente africano, com um estudo dentro das relações de poder na transição entre o colonialismo e a fase pós-colonial de diversos países. O melhor deste documentário está na sua primeira parte (foi feito originalmente para ser um programa de TV com dois episódios, e no Festival do Rio de 2009 exibiram os dois em sequência) onde falam da ação de Che Guevara no Congo... imperdível.

  • Instituto Mídia Étnica

    Alberto Botelho foi o cineasta que rodou o filme de reconstituição da Revolta da Chibata, chamado "A Vida de João Cândido", em 1912. O delegado de polícia ordenou a apreensão e destruição de cartazes, cópias e negativos. Este ato se constituiu no primeiro caso de Censura Cinematográfica Integral no Brasil. Antes, alguns padres e bispos impunham cortes em pequenos trechos de filmes, para evitar cenas mais quentes, como, pasmen, beijos na boca! Felizmente esta época ficou para trás e em 2012, CEM ANOS DEPOIS, esperamos que seja possível lançar uma pré-estréia do longa-metragem CHIBATA (A Vida de João Cândido) de Marcos Manhães Marins sem que o projeto sofra Censura, seja ela ideológica, política ou Econômica, que é a mais sórdida das censuras. O filme depende de captação. Não conseguiu completar ainda 50% do orçamento. Deste jeito, terá passado um SÉCULO e não vamos ter um filme longo contando a saga de João Cândido, esta REFERÊNCIA NECESSÁRIA para as novas gerações, líder de um movimento cuja participação foi 90% de afrodescendentes (negros, mulatos e caboclos). O ano de 2011 vai se fechando sem que as portas tenham se aberto para esta produção. Acompanhem a saga do filme emhttp://www.facebook.com.br/chibataofilme 
    Vejam a frente de apoio ao projeto em http://chibata.com.br/frente.html